18 de mai de 2017

22 de maio - Dia de Santa Rita de Cássia


Santa Rita de Cássia ou Santa dos Impossíveis, também conhecida como advogada dos aflitos. Natural de Rocca Porena, região de Cássia (Itália), em 22 de Maio de 1381, desde jovem queria ser religiosa. Sus pais, no entanto, resolveram casá-la com um jovem de família nobre.  



Por ser um homem de temperamento violento, teve muitos inimigos, chegando a ser assassinado. Ficou casada com ele por mais de 18 anos. Seus filhos cresceram querendo vingar a morte do pai, enquanto Rita já teria perdoado os assassinos. 

Rita pediu a Deus que levasse seus filhos, para que não tivesse mais tragédia na família. E os filhos faleceram. Ela queria se dedicar à religião. Para isso, tentou entrar no convento das irmãs agostinianas, mas só aceitam mulheres virgens.
Então decidiu viver em claustro, dentro de sua própria casa, orando como as freiras.

Certa vez, ouviu batidas na porta de casa dizendo Rita! Rita! Abriu a porta e estavam três santos que  levaram para o convento. Lá passava a pão e água. Uma noite pediu com muito fervor que um estigma de Jesus aparecesse. E recebeu um espinho cravado na testa. Um dia uma parente foi visitá-la e Rita pediu que lhe trouxesse rosas no momento de se despedir. Naquela época era inverno e não havia as tais flores. A visitante não entendeu, pois imaginou que Rita estava delirando, e foi caminhando pra ir embora quando viu 4 rosas se abrindo. Colheu e levou ao convento. Rita veio a falecer em 22 de maio de 1457. O corpo de Rita ainda está intacto e conservado até hoje, dentro de um relicário de cristal na Igreja do Convento de Cássia.

       
 
Oração 
Ó poderosa Santa Rita, chamada Santa dos Impossíveis, advogada dos casos desesperados, auxiliar na hora extrema, refúgio na dor e salvação para os que se acham nos abismos do pecado e do desespero, com toda a confiança no vosso celeste patrocínio, a vós recorro no difícil e imprevisto caso que dolorosamente me aflige o coração. Dizei-me, Santa Rita, não me quereis auxiliar e consolar? 
Afastareis vosso olhar piedoso do meu pobre coração angustiado? Vós bem sabeis, conheceis o martírio do coração. Pelos sofrimentos atrozes que padecestes, pelas lágrimas amargosíssimas que santamente chorastes, vinde em meu auxílio! 
Falai, rogai, intercedei por mim que não ouso fazê-lo ao coração de Deus, Pai de misericórdia e fonte de toda a consolação, e obtende-me a graça que desejo. (mencionar a graça desejada).
Apresentada por vós, que sois tão cara ao Senhor, a minha prece será aceita e atendida certamente; valer-me-ei desse favor para melhorar a minha vida e os meus hábitos, e para exaltar na terra e no céu as misericórdias divinas. Amém.
Reze 3 vezes Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

15 de mai de 2017

15 de maio - Oração para o Dia Internacional da Família

Oração do Papa Francisco para todas as famílias.


Jesus, Maria e José
a vós, Sagrada Família de Nazaré,
hoje, dirigimos o olhar
com admiração e confiança;
em vós contemplamos
a beleza da comunhão no amor verdadeiro;
a vós confiamos todas as nossas famílias;
para que se renovem nessas maravilhas da graça.
Sagrada Família de Nazaré,
escola atraente do santo Evangelho:
ensina-nos a imitar as tuas virtudes
com uma sábia disciplina espiritual,
doa-nos o olhar claro
que sabe reconhecer a obra da providência
nas realidades cotidianas da vida.
Sagrada Família de Nazaré,
guardiã fiel do mistério da salvação:
faz renascer em nós a estima pelo silêncio,
torna as nossas famílias cenáculo de oração
e transforma-as em pequenas Igrejas domésticas,
renova o desejo de santidade,
sustenta o nobre cansaço do trabalho, da educação,
da escuta, da recíproca compreensão e do perdão.
Sagrada Família de Nazaré,
desperta na nossa sociedade a consciência
do caráter sagrado e inviolável da família,
bem inestimável e insubstituível.
Cada família seja morada acolhedora de bondade e de paz
para as crianças e para os idosos,
para quem está doente e sozinho,
para quem é pobre e necessitado.
Jesus, Maria e José
a vós com confiança rezamos, a vós com alegria nos confiamos.

3 de mai de 2017

Origem da figa

Fazer figa é um hábito que vem desde a Roma antiga e foi sendo introduzido em outras culturas, representando um modo de se proteger da inveja e mau olhado.



A mão se fecha e coloca-se o dedo polegar entre o dedo indicador e o médio.

Também pode representar um símbolo de sorte e de fertilidade.

Na cultura turca é considerado um ato obsceno. Por isso é importante entender sobre os hábitos locais de outros países. 

Você pode fazer com sua mão e também pode carregar consigo uma figa em amuleto, fácil de adquirir em nossa loja.