12 de jun de 2017

13 de junho, dia de Santo Antônio, casamenteiro, dono da fogueira

Santo Antônio de Pádua ou Santo Antônio de Lisboa são os nomes atribuídos a um dos mais populares santinhos da Igreja Católica, também conhecido por Exu na umbanda.


Nasceu em Lisboa (Portugal), em 1192, e chamava-se Fernando. Com 15 anos de idade, ingressou no Mosteiro de São Vicente de Fora dos Agostinianos e foi aceito na ordem franciscana em 1208, quando renunciou à herança e títulos de nobreza.

Em 1219, foi ordenado sacerdote, para mais tarde mudar-se para Pádua (Itália), por volta de 1230, com a saúde debilitada, vendo a falecer em 13 de junho de 1231. Daí as denominações Lisboa e Pádua para o mesmo santo.

Sua imagem é de um rapaz usando roupas de frei capuchinho. Costuma orar em meio à natureza, quando um dia recebeu a visita do Menino Jesus. Por isso é comum vê-lo segurando o menino, junto a lírios que representam a pureza.

Santo Antônio é reconhecido por aproximar o amor, salvar relacionamentos e ajudar na união de casais. Mas ele também é poderoso para encontrar objetos perdidos.

Também é saudado nos cultos africanos como Santo Antônio de Pemba ou Exu. A origem vem da época da escravidão, quando os escravos tinham que seguir o credo dos patrões. Por ter sempre fogueira nas celebrações, e Exu ser o dono da fogueira, ficou conhecido assim.

Santo Antônio é considerado mensageiro do Evangelho de Jesus, e como Exu, é agente, guardião e senhor do destino e dos caminhos dos indivíduos.

Nenhum comentário: