21 de jul de 2017

São Cristóvão, padroeiro dos motoristas, viajantes e aqueles que fazem um caminho perigoso

Uma medalhinha de São Cristóvão para proteger os motoristas é muito comum de encontrar em caminhões por este Brasil. Dia 25 de julho, comemora-se sua data em diversos países.


Nascido na Palestina no século III, com o nome de Réprobo, era conhecido por sua força física. Atuava como soldado do rei de Canaã por ser extremamente valente. 
Durante um dos festejos do rei, eram entoadas músicas com letras que citavam o demônio. E sempre que isso acontecia, o rei fazia sinal da cruz. Foi então que Réprobo perguntou ao rei o que estava acontecendo, e ele disse que era para se proteger contra maldades. 

Réprobo concluiu que o demônio era mais forte e resolveu segui-lo. Em uma de suas viagens pelo deserto o encontrou, e enquanto andavam juntos percebeu que o demônio, ao ver uma cruz, desviava o caminho. E perguntou porquê. E o demônio disse: “Houve um homem chamado Jesus Cristo que, por meio de sua morte na cruz, trouxe a salvação para a humanidade, e quando vejo seu sinal, fico apavorado e fujo dele”. 

Réprobo entendeu Jesus Cristo era o mais poderoso e decidiu ir em busca dele. Peguntando para um desconhecido como poderia encontrar Jesus, este disse que o encontraria por meio de jejum e oração. Mas Réprobo disse que não conseguiria e procurou ficar junto a uma aldeia para ajudar pessoas a atravessar um rio bem profundo.

Todos os dias fazia a travessia levando pessoas, quando apareceu um menino que pediu ajuda. Ele era tão pesado para uma criança que Réprobo comentou sobre o assunto quando deixou o menino na outra margem. E este disse: “Bom homem, não te espantes, pois não só carregaste o mundo inteiro como também o dono do mundo. Eu sou Jesus Cristo, o Rei que estás a servir neste mundo. Para que saibas que digo a verdade, põe teu cajado no chão junto à tua casa e amanhã verás que ele estará coberto de flores e de frutos”. E o fato aconteceu, sendo que dali em diante passou-se a chamar Cristóvão.

Após o episódio, Cristóvão foi para Licia se encontrar com cristãos que estavam presos. Ao ser descoberto, foi açoitado por perseguidores. Para mostrar sua fé, jogou o cajado no chão pedindo a Jesus que florescesse na frente de uma multidão de pessoas. E assim aconteceu, mas foi levado ao imperador Décio que pediu para renunciar ao cristianismo. Como Réprobo não o fez, o imperador mandou decapitá-lo. 




Nenhum comentário: