21 de nov de 2017

Semana da Consciência Negra e Zumbi dos Palmares




Uma data importante marca o calendário brasileiro com o 20 de novembro, dia da Consciência Negra. Mas por que esta data foi escolhida?Para explicar, é preciso remeter a um personagem da história e herói: Zumbi dos Palmares. 









O Quilombo dos Palmares
O Quilombo dos Palmares foi construído na serra da Barriga, uma área que hoje faz parte do estado de Alagoas. O terreno era uma espécie de fortaleza natural: tinha barrancos que dificultavam o acesso e palmeiras fazendo uma espécie de muralha. Palmares surgiu por volta de 1580, quando escravos que fugiam de Pernambuco e da Bahia construíram uma pequena vila fortificada, onde eles podiam ser livres e estavam protegidos dos soldados que capturavam e matavam os fugitivos dos engenhos de cana-de-açúcar do litoral. No auge da ocupação, em 1670, o quilombo teria chegado a 30 mil moradores – talvez esse número seja um exagero. Mesmo depois da morte de Ganga-Zumba e de Zumbi, seus dois maiores líderes, os escravos ainda resistiram até o ano de 1710.


Zumbi dos Palmares
Os historiadores não conseguem afirmar com certeza absoluta se Zumbi veio do próprio quilombo e, portanto, era livre, ou então se era escravo e fugiu para lá, porque os documentos são escassos sobre o assunto. Teria nascido em 1655. A maioria entende que cresceu no Quilombo dos Palmares quando a vila passava por um momento de relativa calmaria. Ele seria o homem de confiança do importante chefe Ganga-Zumba e trabalhava como uma espécie de general dos exércitos de Palmares.

Em 1690, quando Zumbi já era líder do povoado, as investidas militares do governo português para desmontar o refúgio estavam muito mais violentas. O novo líder do quilombo não quis saber de trégua. Nesse ano, o bandeirante Domingos Jorge Velho foi enviado para atacar a região. Fracassou na primeira tentativa, mas voltou em 1692, com 9 mil homens e alguns canhões. Depois de semanas de luta, os bandeirantes invadiram a capital de Palmares. Zumbi fugiu. Ele só viveria até 1695, até ser traído e morto por um companheiro, Antônio Soares. Morreu em 20 de novembro, data escolhida para ser o Dia da Consciência Negra no Brasil.



Fonte: Guia do Estudante

Nenhum comentário: