26 de set de 2010

27 de setembro, Dia de São Cosme e Damião

São Cosme e São Damião são santos católicos com grande receptividade entre as camadas afro-brasileiras do Recôncavo Baiano. São associados aos Ibejís, divindades gêmeas do Candomblé. Apesar do catolicismo oficial venerar a figura de Cosme e Damião como santos adultos e que dedicaram a vida a praticar a medicina caridosa, os mesmos santos correspondem a entidades infantis nos cultos afro–brasileiros, e é justamente dessa maneira que Cosme e Damião são venerados pela maior parte de seus devotos: os santos meninos. Em casa onde tem Cosme e Damião não entra epidemia, porque eles foram sempre considerados advogados contra feitiços, bruxarias, mau olhado e espinhela caída. Isso quanto às origens europeias da devoção.

Oferendas
No que se refere ao ramo africano, sabe-se que foram os nagôs que nos trouxeram os gêmos, transformados numa das maiores tradições vivas das populações baianas, especialmente. Nas casas de famílias católicas, suas imagens são comumente encontradas em oratórios, pequenos altares ou simples prateleiras reservadas. No seu dia, estes pequenos altares têm desde velas acesas a oferendas como mel, caruru, balas e farofas de azeite. É comum, também, distribuir pequenos saquinhos recheados de doces, balas e brinquedos às crianças nas ruas.


Curiosidades
Seus nomes de batismo são Acta e Passio, nascidos na Arábia do século III, de família nobre e cristã. Os irmãos gêmeos estudaram medicina na Síria e exerciam a profissão gratuitamente. Acusados de feitiçaria, por realizarem milagres, foram jogados de um despenhadeiro. Assim conta a história. Em outras versões ouve-se que tentaram matá-los de várias formas, mas não conseguiram. Por fim, foram degolados. Entre seus milagres estão a cura e a materialização (após a morte) para ajudar crianças vítimas de violência.
Fonte Portal São Francisco e Cultura Baiana

Nenhum comentário: