17 de jan de 2017

São Sebastião, dia 20 de janeiro, protetor dos enfermos e homossexuais

Padroeiro da cidade do Rio de Janeiro, São Sebastião é um santo cristão e mártir. Conhecido por proteger da fome, da guerra e de doenças contagiosas e infecciosas, em vida, ajudava os leprosos que viviam isolados. 

Foi soldado do exército romano em 283 d.C., e conseguiu converter pagãos ao cristianismo. A mando do imperador Maximiano, foi amarrado a uma árvore para ser executado com flechadas, por ser um oficial brando com os prisioneiros e não querer renunciar à sua fé cristã.

Seu corpo foi atirado num rio, mas ele não morreu. Recebeu socorro de uma viúva, Irene (que viria a ser Santa Irene no futuro). 

Após se restabelecer, apresentou-se ao imperador, que ordenou que o matassem, novamente, mas dessa vez com açoites. Morreu com uma lança atravessada em seu corpo, em 20 de janeiro.

Também é cultuado como o patrono dos homossexuais por ter a coragem de assumir frente ao imperador a sua condição de cristão, uma vez que era um cristão escondido. "Naquele tempo ele não poderia ser soldado romano e cristão ao mesmo tempo. Ser cristão era crime, os cristãos eram perseguidos pelos soldados", segundo o site Rumos Novos.




Oração do São Sebastião
Glorioso mártir São Sebastião, soldado de Cristo e exemplo de cristão. Hoje nós viemos pedir vossa intercessão junto ao trono do Senhor Jesus, nosso Salvador, por quem destes a vida. 
Vós que vivestes a fé e perseverastes até o fim, pedi a Jesus por nós para que nós sejamos testemunhas do amor de Deus. 
Vós que esperastes com firmeza nas palavras de Jesus, pedi a Ele por nós para que aumente nossa esperança na ressurreição. Vós que vivestes a caridade para com os irmãos, pedi a Jesus para que aumente nosso amor para com todos. 
Enfim, glorioso mártir São Sebastião, protegei-nos contra a peste, a fome e a guerra; defendei nossas plantações e nossos rebanhos que são dons de Deus para o nosso bem, para o bem de todos. 
E defendei-nos do pecado que é o maior mal, causador de todos os outros. Assim seja.

Nenhum comentário: